Carregando...

A nona estimativa da safra de grãos 2021/2022, divulgada no mês de junho pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) prevê a produção de 271,3 milhões de toneladas de grãos no Brasil, marcando um recorde de volume.

Os números apontam um crescimento de 6,2% em relação à temporada anterior. O milho apresentou recuperação de 32,3% na produção, representando 112,8 milhões de toneladas.

A soja, ocupando o primeiro lugar em volume, tem expectativa de 124,3 milhões de toneladas. Quanto ao algodão é esperado, só para a pluma, uma colheita de 2,8 milhões de toneladas, um acréscimo de 19,3% em relação à safra anterior. O arroz deve atingir 10,6 milhões de toneladas.

Em relação a área plantada, a safra atual é de 73,7 milhões de hectares, representando crescimento de 5,7% em relação à anterior.

Quanto ao mercado, as projeções são de que a exportação de milho cresça 77,8% em relação à safra anterior, com estimativa de 37 milhões de toneladas. A soja tem previsão de embarque de 75,25 milhões de toneladas. Mesmo em um ano onde as condições climáticas afetaram a produção de soja e milho, principalmente no sul do país e no Mato Grosso do sul, o agricultores brasileiros são responsáveis por uma safra histórica.