Carregando...

Dando continuidade à sua estratégia de expansão no Brasil, a Lavoro, maior distribuidora de insumos agrícolas da América Latina, acaba de anunciar as aquisições* da Casa Trevo Comercial Agrícola e da CATR Comercial Agrícola.

Ambas as empresas, que pertencem ao Grupo AZ,  estão localizadas na cidade de Nova Prata, no Rio Grande do Sul, e são especializadas na distribuição de insumos agrícolas e na difusão de tecnologias para revendas, cooperativas e cerealistas do Estado. Fundada em 1973, a Casa Trevo atua com as bandeiras Agroceres e Bayer, já CATR, que iniciou as atividades em 2006, com a bandeira BASF.

“Estamos muito felizes com a chegada da Casa Trevo e da CATR ao grupo Lavoro. As aquisições têm como principal objetivo marcar a nossa chegada ao Rio Grande do Sul, uma região em que, até então, não atuávamos, e que possui extrema relevância para o agronegócio brasileiro. Nossa meta é dobrar os negócios de ambas as empresas, nos próximos quatro anos, por meio do reforço da equipe de vendas e ampliação geográfica”, afirma Marcelo Abud, CEO da Lavoro.  Com as operações, o Grupo Lavoro passa a ser o maior redistribuidor de insumos agrícolas do Brasil.

Em 2021, as novas investidas somaram mais de R$ 200 milhões em receitas com a comercialização de insumos agrícolas, atendendo mais de 450 clientes (80% são revendas). As empresas riograndenses possuem juntas um escritório corporativo e dois centros de distribuição em Nova Prata, Rio Grande do Sul. A equipe de campo é formada por mais de 12 vendedores e seis assistentes técnicos.

As aquisições da Casa Trevo e da CATR estão alinhadas à estratégia de negócios do grupo Lavoro, que contempla o crescimento orgânico, por meio da abertura de novas lojas, e a incorporação de empresas que tenham sinergia com a companhia.

Entre as aquisições e fusões realizadas desde 2017 para a formação da Lavoro estão as seguintes redes: Lavoro Agrocomercial, Impacto Insumos Agrícolas, Agrovenci, Central Agrícola, América Insumos, AGSE (Colômbia), Grupo Cultivar, Denorpi, Deragro, Futuragro, Gral (Colômbia), Integra Insumos, Grupo Pitangueiras, Plenafértil, Produtec, Qualicitrus, Realce, Produttiva, Cenagro (Colômbia), AgroZap, Nova Geração e Floema**. Na América Latina, cerca de 2,5 mil funcionários são empregados por empresas que fazem parte da Lavoro.

* Os sócios permanecem no negócio. A conclusão das operações ainda está sujeita à finalização de condições precedentes e aprovação do CADE.

**Os sócios e a liderança da Floema permanecem à frente da operação da companhia. A conclusão da transação ainda está sujeita à finalização de condições precedentes e aprovação do CADE.